Ministra alemã renuncia após acusação de plágio

Atualizado em  9 de fevereiro, 2013 - 11:24 (Brasília) 13:24 GMT

A ministra da Educação da Alemanha, Annette Schavan, renunciou ao cargo neste sábado após uma universidade ter retirado seu diploma de doutorado após acusações de plágio.

A Universidade Heinrich Heine, de Dusseldorf, havia anunciado na terça-feira o cancelamento do diploma da ministra após uma investigação interna.

Schavan, uma aliada próxima à primeira-ministra Angela Merkel, afirmou que ainda contestará a decisão da universidade.

Em 2011, o então ministro da Defesa, Karl-Theodor zu Guttenberg, também renunciou após acusações de plágio em sua tese de doutorado.

Schavan, de 57 anos, havia recebido seu diploma de doutorado há 33 anos, mas a universidade descobriu que ela copiou partes de sua tese "sistematicamente e intencionalmente".

Tópicos relacionados

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.