Membro da oposição russa é colocado em prisão domiciliar

Atualizado em  9 de fevereiro, 2013 - 16:16 (Brasília) 18:16 GMT

Um ativista proeminente da oposição russa, Sergei Udaltsov, ficará em prisão domiciliar por dois meses em meio a acusações de ter incitado desordem em massa com o objetivo de derrubar o presidente Vladimir Putin.

O tribunal em Moscou também proibiu Udaltsov de usar a internet e limitou sua comunicação com familiares próximos e advogados.

Um correspondente da BBC em Moscou diz que é a primeira vez que um ativista de oposição russo é colocado em prisão domiciliar desde os tempos da União Soviética.

Udaltsov disse que sua prisão e restrições à comunicação são manobras políticas. Elas devem continuar em vigor até o fim das investigações, em Abril.

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.