Três ministros da Tunísia renunciam

Atualizado em  10 de fevereiro, 2013 - 15:58 (Brasília) 17:58 GMT

Três ministros do governo da Tunísia renunciaram nesse domingo. Eles faziam parte do partido secular do presidente.

Os ministros haviam pedido a substituição de colegas islâmicos do gabinete, que diziam não estarem fazendo bem o seu trabalho.

O correspondente da BBC em Túnis diz que as renúncias aprofundam a crise política iniciada com o assassinato do líder da oposição Chokri Belaid na semana passada.

Após a morte de Belaid, o primeiro-ministro Hamadi Jebali propôs a dissolução do gabinete e a formação de um governo tecnocrata.

Mas membros do seu partido, o Ennahda, se opuseram à proposta. Jebali ameaça renunciar se não conseguir o que pretende.

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.