Joe Biden faz pressão pelo controle de armas nos EUA

Atualizado em  21 de fevereiro, 2013 - 22:56 (Brasília) 01:56 GMT

O vice-presidente Joe Biden fez um discurso apaixonado sobre o controle de armas nos Estados Unidos. Ele argumentou que o tiroteio na escola Sandy Hook em dezembro mudou a atitude dos americanos sobre a posse de armamentos.

Discursando perto do local do massacre em Connecticut, Biden disse que os políticos pagarão um preço caso se recusem a apoiar planos da Casa Branca para reduzir a violência armada no país.

As propostas incluem o fim da venda de fuzis, a redução na capacidade dos carregadores de munição e checagem mais rigorosa na hora de conceder autorizações para posse de armas. A Associação Nacional do Rifle já rejeitou as propostas.

Tópicos relacionados

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.