Argentina julga suspeitos por crimes na Operação Condor

Atualizado em  5 de março, 2013 - 18:50 (Brasília) 21:50 GMT

A Justiça da Argentina deu início ao julgamento de 25 pessoas acusadas de cometer crimes contra a humanidade durante a chamada Operação Condor.

O plano consistiu em um esforço coordenado pelos governos militares da América Latina, entre as décadas de 1970 e 1980, para perseguir opositores políticos.

Entre os acusados estão os ex-governantes argentinos Jorge Rafael Videla e Reynaldo Bignone. Ambos já cumprem penas de prisão por outros crimes.

Os governos da Argentina, do Brasil, do Paraguai, do Chile e da Bolívia, à época, são acusados de terem colaborado com detenções, tortura e extradição de dissidentes.

Tópicos relacionados

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.