Jornalista preso ao denunciar estupro é solto na Somália

A Suprema Corte da capital da Somália, Mogadíscio, ordenou a libertação de um jornalista que tinha sido preso por entrevistar uma suposta vítima do estupro.

Em um caso que desatou uma série de críticas por parte da comunidade internacional, o jornalista Abdiaziz Abdinur havia sido condenado a um ano de prisão por entrevistar uma mulher que disse ter sido estuprada por soldados do governo.

Grupos de direitos humanos denunciaram o julgamento como "político".

Neste domingo, o juiz Aidid Abdulahi Ilkahanaf, da Suprema Corte da Somália, disse que todas as acusações contra Abdinur já foram retiradas.