Chuvas deixam ao menos 10 mortos em Petrópolis

Photo: Vladimir Platonow/ABr
Image caption Chuvas causaram destruição em Angra dos Reis e outras cidades fluminenses

Pelo menos dez pessoas morreram na cidade de Petrópolis em decorrência das chuvas que atingem a região serrana do Rio de Janeiro desde a manhã do último domingo, de acordo com um boletim divulgado na manhã de segunda-feira pela Secretaria Estadual de Defesa Civil.

Segundo o governo do Rio, Petrópolis é o município mais afetado pelas chuvas, que também atingiram as cidades de Angra dos Reis, Duque de Caxias, Mangaratiba e Teresópolis.

Entre as vítimas fatais estão dois técnicos da Defesa Civil de Petrópolis. "(Eles) cumpriam seu papel de alertar os moradores para que saíssem de suas casas e foram surpreendidos por um escorregamento e soterrados", disse o secretário de Estado de Defesa Civil do Rio de Janeiro, coronel Sérgio Simões, em entrevista ao canal de TV a cabo Globonews.

Segundo o a Defesa Civil, Petrópolis tinha 21 pontos de alagamento ou escorregamento na manhã desta segunda-feira. As localidades mais afetadas foram os bairros de Quitandinha - que teve uma precipitação de 390 milímetros nas últimas 24 horas -, Independência e Doutor Thouzet.

As chuvas devem continuar na região serrana do Rio de Janeiro pelo menos até terça-feira. Segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), a região serrana e o norte do Estado do Rio devem sofrer com chuva de moderada a forte, com trovoadas, rajadas de vento ocasionais e acumulado de chuva significativo, até o meio-dia de amanhã.

"A continuidade das chuvas agrava o risco de escorregamento. Nós temos na região serrana muitas áreas vulneráveis a escorregamentos", disse Simões, que pediu que a população obedeça os sinais dos alarmes sonoros instalados na cidade e saia de suas casas em direção a locais seguros ou abrigos da prefeitura.

Em nota, o governador Sérgio Cabral disse estar em contato direto com o prefeito de Petrópolis. Segundo o governo, o número de bombeiros atuando na cidade foi reforçado. O governador deve visitar a cidade ainda nesta segunda-feira.

O governador disse ainda ter recebido um telefonema da presidente Dilma Rousseff, que está em Roma. A presidente teria oferecido apoio federal às áreas atingidas. A Força Nacional de Defesa Civil também está se deslocando para Petrópolis.

Em janeiro de 2011, mais de 900 pessoas morreram em decorrência de uma série de inundações e deslizamentos causada por chuvas na região serrana do Rio.

Notícias relacionadas