Netanyahu pede desculpas a Turquia por flotilha de Gaza

O primeiro-ministro israelense Binyamin Netanyahu diz ter pedido desculpas à Turquia por "quaisquer erros" que podem ter resultado na perda de vidas no episódio da flotilha turca que ia para a Faixa de Gaza em 2010.

Soldados israelenses interceptaram o barco turco Mavi Marmara, que levava suprimentos a Gaza - a região sofre um bloqueio imposto pelo estado israelense há cinco anos.

A resposta israelense causou nove mortes - oito turcos e um americano. Os organizadores da flotilha disseram que pelo menos 30 pessoas ficaram feridas.

O pedido de desculpas teria acontecido em uma conversa telefônica entre Netanyahu e o primeiro-ministro turco Recip Tayyip Erdogan, que foi mediado pelo presidente americano Barack Obama.

Netanyahu disse ter prometido compensar as famílias turcas pelo incidente.

A Casa Branca divulgou um comunicado sobre o telefonema entre Israel e a Turquia pouco antes de que Obama deixasse Israel, no início dessa sexta-feira.

"Tenho esperanças de que a troca de hoje entre os dois líderes permita que eles dêem início a uma cooperação mais profunda neste e em muitos outros desafios e oportunidades", disse Obama.