ONU retira funcionários internacionais da Síria

A ONU está retirando da Síria cerca de metade de seus funcionários internacionais devido à insegurança no país.

A decisão foi tomada após morteiros caírem próximo ao hotel usado por funcionários da organização, em Damasco.

O prédio e um veículo da ONU foram atingidos.

A organização tem cerca de 100 funcionário de outras nacionalidades que não sírios no país.

Em um comunicado, a ONUG informou que continua comprometida em fornecer assistência às milhões de pessoas que sofrem com a guerra no país.

Grupos de direitos humanos estimam que o conflito já matou mais de 80 mil pessoas desde 2011 e deixou mais de 1 milhão de desabrigados.