Princesa espanhola terá de depor em caso de superfaturamento

Cristina e o marido e Palma de Mallorca (Getty)
Image caption A princesa Cristina e o marido e Palma de Mallorca

A princesa Cristina de Borbón, filha caçula do rei Juan Carlos da Espanha, foi convocada a depor na Justiça até o final do mês na investigação de acusações de corrupção contra seu marido, Iñaki Urdangarín.

Urgadangarín, o duque de Palma, é considerado suspeito de uso indevido de milhões de euros do dinheiro público.

Ele é dono de uma empresa, o Instituo Nóos, consultoria que presta serviços na área de esportes para governos regionais e empresas privadas, principalmente nas regiões de Valencia e Mallorca.

Entre os serviços estão assessorias para organização de eventos, patrocínios e relatórios. A Justiça suspeita de superfaturamento em vários desses serviços.

Cristina deve ser questionada sobre sua participação na empresa.

Urgadangarín nega as acusações.

Segundo correspondentes este é um golpe no prestígio da família real da Espanha, pois nenhum outro descendente direto de um monarca do país foi chamado a depor na Justiça.