Brasil mantém embaixada, mas avalia aviso da Coreia do Norte

  • 5 abril 2013

O Brasil manterá, por enquanto, sua embaixada funcionando na Coreia do Norte, informa a Agência Brasil.

Nesta sexta-feira, o governo norte-coreano havia instruído representações diplomáticas a avaliar a retirada de seus funcionários do país, em meio à escalada de tensão com a Coreia do Sul e os Estados Unidos.

A embaixada brasileira em Pyongyang confirmou ter recebido comunicado do governo norte-coreano.

Segundo o Itamaraty, não houve decisão sobre a retirada dos funcionários brasileiros. Porém, o assunto está sob análise; e, em eventual emergência, as funções diplomáticas podem ser exercidas a partir de Dandong, na China.

Trabalham na embaixada - aberta em 2009 - Roberto Colin, embaixador, e um funcionário.

Na quinta-feira, o chanceler brasileiro, Antonio Patriota, ressaltou a preocupação do Brasil com a possibilidade de um conflito nuclear entre as Coreias. "O que nós esperamos é que essa retórica se revele nada mais do que retórica e não desencadeie um conflito armado", disse.