Chefe do Bird pede eliminação da pobreza extrema até 2030

O presidente do Banco Mundial (Bird), Jim Yong Kim, disse que a comunidade internacional deve se comprometer a eliminar a pobreza extrema no mundo até 2030.

O chefe do Bird diz que para se alcançar essa meta é preciso elevar a renda per capita de 40% por cento da população mundial.

Kim defende ainda a redução no número de pessoas vivendo abaixo da linha de pobreza, que equivale a viver com o equivalente a US$ 1,25 (cerca de R$ 2,52) por dia, em 3%.

Trata-se de uma nova meta lançada pelo Bird, que estimou em 2010 que 21% da população global, cerca de 1,2 bilhão de pessoas, viviam abaixo da linha de pobreza.