Chipre precisa levantar mais 6 bilhões de euros para receber ajuda financeira

O governo do Chipre confirmou que terá que levantar mais 6 bilhões de euros (cerca de 15,5 bilhões) para atender às exigências para o envio de ajuda financeira ao país.

O dado foi revelado nesta quinta-feira em um rascunho do documento preparado pelos credores do Chipre.

Antes da reavaliação, o país tinha que levantar 7 bilhões de euros.

Agora, de acordo com o documento, Chipre precisará levantar 13 bilhões de euros para conseguir o empréstimo de 10 bilhões junto à União Europeia e o FMI.

As necessidades financeiras do país aumentaram desde a avaliação inicial feita em 2012 principalmente devido à recessão na ilha.

Esta recessão teve como resultado o aumento dos gastos do governo com benefícios e mais recapitalização de bancos.

Ainda não está claro como estes 6 bilhões de euros serão levantados, mas o governo cipriota ainda não descartou a possibilidade de vender as reservas de ouro.