Governo vacina e dá documentos a imigrantes no Acre

A força-tarefa do governo federal enviada ao Acre vacinou 560 imigrantes e regularizou os documentos de mais de 850 deles. O governo estadual decretou estado de emergência neste mês devido ao grande número de haitianos e africanos que cruzaram a fronteira do país em busca de trabalho.

Até a semana passada, os imigrantes somavam mais de 1.300 em um abrigo projetado para 200 na cidade de Brasileia.

O governo federal libertou uma verba de R$ 360 mil do Fundo Nacional de Assistência Social para a manutenção do abrigo.