Teste preliminar mostra veneno em carta enviada a Obama

  • 17 abril 2013
Barack Obama | Foto: AP
FBI diz que fará mais testes para determinar toxicidade de substância em carta enviada a Obama

Os serviços secretos dos Estados Unidos disseram nesta quarta-feira que uma substância enviada numa carta ao presidente americano, Barack Obama, testou preliminarmente positiva para o veneno ricina.

Há a necessidade de se fazer testes mais elaborados, no entanto, para se ter uma resposta definitiva, e o FBI, a polícia federal americana, já adiantou que não há aparentes ligações entre o envio da carta e os ataques em Boston.

"Somente uma análise completa realizada em um laboratório credenciado pode determinar a presença de um agente biológico como o ricino. Estes testes estão sendo processados e geralmente levam de 24 a 48 horas”, indicou o FBI em comunicado.

Sobre as investigações dos atentados em Boston, o mesmo órgão disse estar atingindo "progressos substanciais”.

Também na manhã desta quarta-feira, partes de dois edifícios do Senado americano foram esvaziadas após o recebimento de cartas e caixas suspeitas.

Ainda na terça-feira, uma carta contendo o veneno ricina foi enviada ao senador republicano Roger Wicker.

O envelope foi interceptado em uma central dos Correios do Capitólio e não chegou ao senador.

Os incidentes ocorrem em um momento de tensão nos Estados Unidos, dias depois do atentado à Maratona de Boston, em que três pessoas morreram e mais de 170 ficaram feridas.