Obama diz que autoridades ainda investigam motivação do atentado

O presidente Barack Obama afirmou que o maior desafio das autoridades a partir de agora será descobrir o que motivou os envolvidos no atentado à Maratona de Boston e se há mais pessoas envolvidas no ataque.

Obama discursou em cadeia de televisão momentos após a confirmação da captura de Dzhokhar Tsarnaev dentro de um barco guardado no quintal de uma casa em Watertown. Um outro suspeito havia morrido em confronto com a polícia na madrugada anterior.

Ele afirmou que os Estados Unidos continuará a receber pessoas de todo o mundo. Os suspeito preso e seu irmão morto em confronto com a polícia eram tchetchenos que moravam nos EUA há uma década.

"Eles falharam porque nós nos recusamos a ser aterrorizados", disse ele.

O presidente homenageou as três vítimas fatais dos atentados e o policial assassinado pelos suspeitos.