Protestos do Dia do Trabalho terminam em violência no Chile

Protestos no Chile (AFP)
Image caption Policiais enfrentaram manifestantes com canhões de água

Uma tradicional marcha de 1º de Maio terminou em violência no Chile nesta quarta-feira, por conta de confrontos entre manifestantes e policiais

O evento foi organizado pela Central Única dos Trabalhadores do Chile. Segundo a agência Reuters, um pequeno grupo de manifestantes encapuzados começou a atacar estabelecimentos comerciais nas ruas ao redor do palácio presidencial, em Santiago, e a atirar coquetéis molotov contra os policiais. Estes reagiram com gás lacrimogêneo e canhões de água.

Os manifestantes também acenderam fogueiras, que foram apagadas pelos bombeiros.

Cinco pessoas foram presas, segundo a imprensa local.