Maduro acusa ex-presidente colombiano de complô para matá-lo

O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, acusou o ex-presidente colombiano Álvaro Uribe de tramar seu assassinato junto com setores da direita venezuelana.

"Uribe está por trás de um plano para me assassinar. Tenho evidências suficientes de que está conspirando. Há setores da direita venezuelana em contato direto com ele para isso", disse Maduro.

Em sua conta no Twitter, Uribe rejeitou as acusações como "imaturas".

Desde que foi proclamado o vencedor das eleições presidenciais, em 14 de abril, Maduro vem denunciando uma série de complôs para derrubar seu governo, mas até agora não apresentou provas concretas dessas conspirações.

A oposição venezuelana vem contestando o resultado da votação.