Começa julgamento de policiais acusados pela morte de PC Farias

Começou na tarde desta segunda-feira no Fórum de Maceió o julgamento de quatro policiais militares acusados de duplo homicídio pelas mortes de Paulo César Farias, o PC Farias, e da namorada dele, Suzana Marcolino.

O julgamento chega 17 anos após a morte do tesoureiro da campanha do ex-presidente Fernando Collor de Mello e é presidido pelo juíz Maurício Breda.

Os policiais que encontraram os corpos na casa de praia de PC Farias eram responsáveis por sua segurança particular na época e estão sendo acusados por omissão.

A promotoria entendeu que houve omissão pelo fato de eles estarem presentes na cena do crime mas não terem impedido as mortes, alegando não terem ouvido os tiros.

PC Farias respondia por em liberdade condicional a uma série de acusações, dentre as quais falsidade ideológica, sonegação fiscal e enriquecimento ilícito.

A tese que foi tida como mais aceita nos últimos anos é a de que Suzana Marcolino teria assasssinado PC e depois cometido suicídio.