Justiça italiana mantém condenação de Berlusconi

Uma corte de apelações da Justiça italiana manteve a condenação do ex-premiê Silvio Berlusconi por sonegação de impostos – confirmando a sentença que pode levá-lo à prisão e à perda de direitos políticos.

Berlusconi foi condenado por elevar de forma artificial os preços de direitos de distribuição de filmes comprados por sua empresa Mediaset. O objetivo da manobra seria evitar o pagemento de impostos.

Inicialmente ele foi condenado a quatro anos de reclusão, mas só cumpriria um – devido à sua idade. Porém, segundo a decisão da corte de apelação, o ex-premiê terá que ficar quatro anos preso.

Berlusconi também enfrenta outro processo, no qual é acusado de ter feito sexo com uma mulher menor de idade em troca de dinheiro e por abusar de seu poder para pressionar autoridades a favorecê-la.