Egito diz ter desbaratado planos de ataques suicidas

O Egito afirmou neste sábado ter detido três membros de um grupo militante ligado à rede Al-Qaeda, que supostamente planejavam uma série de atentados suicidas em Cairo e Alexandria.

O ministro do Interior, Mohamed Ibrahim, disse que os alvos incluiriam uma embaixada ocidental e que o plano estava em seu estágio final.

Segundo Ibrahim, a polícia encontrou com os suspeitos dez quilos de produtos químicos que poderiam ser usados para fabricar explosivos e um computador com instruções sobre como produzir bombas.

Ele disse também que um dos detidos havia recebido treinamento no Irã e no Paquistão.