Como o Pokémon Go está mudando o mundo dos transportes

Jovens jogam Pokémon Go em Hong Kong Direito de imagem AFP
Image caption Circulação nos transportes públicos aumentou em algumas cidades

O Pokémon Go mal completou seus primeiros meses de vida, mas, quase sem percebermos, já mudou comportamentos à nossa volta. E, de maneira surpreendente, já influencia também a maneira como nos deslocamos.

O game permite que o jogador capture mais de 150 monstros coloridos que podem ser encontrados em qualquer lugar - da mesa da cozinha à farmácia da esquina ou terrenos baldios sob viadutos. Graças à tecnologia da realidade aumentada, quando alguém tromba com uma dessas criaturas, elas aparecem no aplicativo da câmera do celular, como se existissem de verdade.

Como exige elementos do mundo real, o jogo acabou fazendo seus usuários criarem uma relação de extrema dependência com o transporte público e com deslocamentos de maneira geral. Algumas dessas interações são engraçadas, outras elegantes ou ainda verdadeiramente perigosas.

Selecionamos oito resultados estranhos da rápida popularidade do aplicativo sobre o mundo dos transportes, ao redor do planeta.

1. A polícia o considera um fator de risco. Autoridades em todo o mundo têm alertado jogadores para não dirigirem enquanto buscam os Pokémons mais escorregadios. Em Londres, a polícia do bairro de Richmond divulgou um comunicado bem-humorado para tentar chamar a atenção dos fãs do game para situações perigosas para seus carros.

"O Squirtle não quer que você nade no Tâmisa", diz uma das mensagens.

Direito de imagem AFP
Image caption Em Los Angeles, metrô lançou aplicativo para ajudar usuários a localizar os monstros

2. E deveria, porque já houve acidentes. Com uma mão no Pokemón Go e a outra no volante, muitos jogadores já acabaram batendo seus carros. Na Grã-Bretanha, um motorista enfiou seu veículo em uma árvore ao se distrair tentando capturar um monstro raro. No Canadá, outro homem bateu em um carro de polícia durante o jogo.

3. Empresas de transporte público estão curtindo o game. O metrô de Los Angeles lançou uma conta especial Pokémon Go no Twitter para contar aos usuários onde podem encontrar as criaturas em sua rede.

"Caminhe, pedale ou pegue um trem para capturar todos eles!", diz a empresa no perfil da conta, antes de advertir os fãs para estarem sempre atentos ao que se passa à sua volta. As autoridades de Los Angeles dão dicas sobre onde encontrar os Pokémons nas estações e nos trens e incentivam os jogadores a compartilhar fotos de seus monstros.

Além de divertir os usuários, a empresa pretende aumentar o número de passageiros pagantes no metrô.

4. Algumas pessoas estão contratando motoristas para "Pokétours". Por que arriscar bater o carro, se você pode pagar alguém para dirigir enquanto você faz o seu "safári"?

Nos Estados Unidos, o Craiglist está cheio de motoristas se oferecendo para levar passageiros em "Pokétours" por US$ 15 (cerca de R$ 48) por hora. (Me pergunto se o jogo pode acabar fazendo o Uber subir de preço enquanto uma multidão se desloca ao mesmo tempo para o outro lado da cidade em busca de um monstro particularmente cobiçado).

Direito de imagem AP
Image caption Em algumas cidades, pessoas passaram a contratar motoristas para poder caçar Pokémons

5. O comércio de bairro notou um salto no número de clientes. Nas grandes cidades, muitas pessoas deixam o carro em casa e preferem caminhar, pedalar ou usar o transporte público. Mas o Pokémon Go está incentivando ainda mais essa atitude - para o deleite das lojas e restaurantes de bairro.

Uma pizzaria de Nova York reportou um aumento de 75% nos negócios graças ao maior número de clientes que visitam o local a pé. Outros comerciantes estão faturando por terem se tornado hotspots para que jogadores encontrem as criaturas mais difíceis ou as ferramentas necessárias para capturá-los.

6. Algumas pessoas estão usando veículos com fins nefastos. A polícia do Estado americano do Missouri postou um relato no Facebook que detalha um golpe desagradável que combina o Pokémon Go e a cultura do carro: uma quadrilha atraiu jogadores para um estacionamento perto de um posto de gasolina, através de uma isca que temporariamente "chama" vários Pokémons. Quando um jogador chegava ao local, era assaltado pela gangue.

7. O jogo incentiva extensas viagens pela estrada. Um usuário do Reddit contou detalhes de uma peregrinação que durou quatro horas, por várias cidades, dando dezenas de dicas a outros jogadores, como por exemplo a quantidade de dados e bateria necessários para a aventura.

A Niantic, startup do Google que desenvolveu o game para a Nintendo, não forneceu muitos conselhos sobre como jogar. Portanto, são os próprios internautas que vão às ruas e passam seus conhecimentos para outros fanáticos.

8. O game faz as pessoas saírem de casa. Alguns podem argumentar que o Pokémon Go incentiva a interação cara-a-cara e um desejo de aproveitar melhor o transporte público. Ou que torna as pessoas mais ativas e envolvidas com o mundo à sua volta, principalmente quando a maioria dos outros games faz seus usuários passarem horas sentados.

E existe a percepção de que o jogo tem trazido benefícios para cidades, comércios e sistemas de transporte público - desde que você se mantenha atento e não se envolva em incidentes.