Como ganhar dinheiro com o resultado de eleições

Candidatos à presidência dos EUA Direito de imagem Reuters
Image caption Disputa americana influencia expectativas do mercado

Por mais curiosos que alguns debates da campanha presidencial americana tenham sido até agora, o vencedor do pleito de novembro terá um impacto significativo no mundo para além da política externa.

Investidores globais, em especial, esperam ansiosamente o que vai acontecer, já que o novo presidente poderá determinar como alguns setores da economia se comportarão.

Na Europa, a possível saída do Reino Unido da União Europeia já causou impacto nos mercados, desvalorizando a libra esterlina.

As pessoas pensam que ações na bolsa sobem e caem unicamente por causa dos lucros de uma ou outra empresa. Se isso tem impacto no movimento dos mercados, as pessoas frequentemente subestimam o impacto de decisões políticas nas cotações.

Movimentos

Para investidores mais astutos, a política oferece uma chance de ganhar dinheiro. Aposte no resultado correto e seus lucros poderão ser fartos. Mas estar no lado errado da história pode custar caro.

Em muitos casos, movimentos de mercado influenciados por decisões políticas ocorrem de forma bem rápida. Quando a mandatária do Tesouro dos EUA, Janet Yellen, faz algum anúncio, mercados reagem ao redor do mundo. Mas você precisaria investir com a mesma velocidade com que Usain Bolt corre os 100 m para se beneficiar disso.

Direito de imagem Getty Images
Image caption Em junho, Reino Unido vai às urnas para decidir se fica na UE ou deixa bloco

Em vez disso, investidores apostam mais no impacto em longo prazo de uma decisão política. A eleição americana é novamente exemplo: não importa o vencedor, os interessados no mercado americano devem esperar um ano pós-eleitoral fraco com base na história.

Desde 1929, o índice S&P 500 cresceu, em média, apenas 1,58% no primeiro ano de mandato de um novo presidente, de acordo com um estudo escrito por Peter Lee, analista do banco suíço UBS.

Os mercados crescem principalmente durante o ano final de um primeiro mandato, de acordo com a consultoria S&P Capital IQ.

Plebiscito

Qual é a diferença? Incerteza. Você não sabe como um presidente vai agir em seu ano inaugural, mas é improvável que ele faça qualquer coisa mais drástica quando ele ou ela está mais preocupado em garantir a reeleição.

É a mesma coisa com dados econômicos, mudanças nos juros e alterações em medidas do governo: a política volta e meia cria incerteza e isso tende a causar oscilações no mercado.

"A incerteza faz com que investidores busquem retornos maiores se percebem aumento de riscos", explica Mark Hafele, diretor de investimentos do UBS.

"Tudo o que colocar incerteza no futuro de uma empresa tende a registrar impacto negativo no mercado, pelo menos até que mais fatos venham à tona".

Direito de imagem Getty Images
Image caption Plebiscito causou flutuações na Bolsa de Londres

Investidores que têm uma opinião sobre as consequências de uma decisão política podem ganhar dinheiro em setores ou mercados que se beneficiem de tais decisões.

Atualmente, o referendo de 23 de junho no Reino Unido, em que o país decidirá sua permanência ou saída da União Europeia, está causando consternação junto aos investidores. O índice FTSE 100, do mercado financeiro britânico, chegou a cair 2,4% em abril, em uma comparação anual, e especialistas viram influência da incerteza sobre o veredito popular.

Se uma saída ocorrer, a libra vai desvalorizar, de acordo com Julian Jarmoszko, analista de mercado financeiro europeu para a consultoria S&P Global Market Intelligence. Isso será boa notícia para companhias britânicas exportadoras de todos os setores da economia.

Bolsa de apostas

No entanto, o varejo doméstico e os supermercados sofreriam com o aumento nos preços dos produtos importados e tal custo seria repassado para os consumidores.

Também poderia haver diminuição no crescimento populacional britânico, já que uma saída do bloco poderia criar mais restrições de entrada de estrangeiros no país. Isso resultaria também em menos consumo, o que afetaria empresas de modo geral, explica Jarmoszko.

Os que não acreditam na saída podem se beneficiar de fundos que acompanhem o FTSE, já que o mercado britânico poderá receber uma injeção geral de ânimo com a vitória da permanência na UE no plebiscito.

Direito de imagem Reuters
Image caption Hillary conta com favoritismo no mercado e em casas de apostas

Para quem está observando a eleição americana, há também escolhas a serem feitas. Em uma entrevista publicada em março, o investidor Jeffrey Gundlach, por exemplo, disse que uma vitória do republicano Donald Trump seria bem-vinda pela indústria militar, mas que poderia dificultar a vida do comércio mais tradicional.

"Trump tem um discurso protecionista, o que não seria o ideal para o comércio internacional. Mas ele promete investir na capacidade militar dos EUA", explicou Gundlach.

Uma vitória republicana teria impacto negativo no setor de saúde, já que o partido é contra a política de ampliação de cobertura do sistema levada cabo pelo atual presidente, Brack Obama.

Já a democrata Hillary Clinton é tida como favorita tanto na corrida pela indicação do partido como no pleito derradeiro em novembro. Tanto que sua eventual vitória teria pouco impacto no mercado, diz Haefele.

"Muitas pessoas estão apostando em Hillary", diz ele. "Eles sentem que ela é um 'valor' conhecido e de certa forma representa o status quo".

Um setor que certamente poderia se beneficiar é o da energia solar, pois Clinton prometeu instalar mais de 500 milhões de painéis solares ao redor dos EUA até 2020.

No entanto, uma vitória de Bernie Sanders na disputa democrata assustaria o setor financeiro, pois ele prometeu desmantelar os grandes bancos - dividindo-as em companhias menores.

Direito de imagem Reuters
Image caption Donald Trump oferece bom retorno para uma "fezinha"

Mas há uma maneira bem mais simples de apostar no resultado de uma eleição: fazer uma fezinha no resultado. Sites de apostas na Irlanda e no Reino Unido permitem palpites eleitorais.

É parecido com apostas esportivas: na questão do plebiscito, por exemplo, a cotação é de 4/11 que os britânicos ficaram na EU - ou seja, um palpite de 100 dólares resultaria em um lucro de US$ 136,36.

A saída está pagando 15 para 8 - os mesmos 100 dólares se tornariam US$ 287,5.

No caso da eleição americana, Clinton é favorita para a vitória, cotada a 2/5. Aposte US$ 100 e você terá de volta US$ 140. As chances de Trump estão avaliadas em 13/2 e uma vitória daria retorno de US$ 750 para uma aposta de US$ 100.

Mas apostas devem ser feitas com parcimônia. Nem mesmo em seus dias mais voláteis o mercado financeiro zera seu estoque. Isso pode acontecer numa aposta eleitoral caso seu candidato perca...

Leia a versão original dessa reportagem (em inglês) no site BBC Capital

Tópicos relacionados