China restaura ruínas no Tibete

Atualizado em  10 de agosto, 2011 - 08:13 (Brasília) 11:13 GMT

Player

Construções do século X sofreram com aumento de chuvas nas últimas décadas.

Para executar este conteúdo em Java você precisa estar sintonizado e ter a última versão do Flash player instalada em seu computador.

Formatos alternativos

O governo chinês está investindo quase US$ 8,9 milhões para reforçar as ruínas de barro e pedra do Reino Guge, no Tibete, construídas no século X.

Os trabalhos, na província de Ngari, no oeste tibetano, devem durar cinco anos.

Tibete

As ruínas do Reino Guge foram construídas no século X e vêm sofrendo com o aumento de chuvas

As autoridades afirmam que as obras de contenção estão praticamente prontas.

Segundo as autoridades, o projeto deve reparar as estruturas e firmar o terreno no entorno das rochas.

O projeto também vai restaurar murais budistas milenares.

Nas últimas décadas, o aumento das chuvas na árida região provocou rachaduras e deslizamentos.

Com as obras, as ruínas devem ficar mais resistentes a desastres naturais.

Essa é a terceira vez que o governo chinês investe na preservação deste patrimônio histórico.

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.