Líder druida perde caso contra exumação em Stonehenge

Atualizado em  23 de agosto, 2011 - 15:40 (Brasília) 18:40 GMT

Player

Ele queria que restos mortais de 5 mil anos fossem retornados ao local.

Para executar este conteúdo em Java você precisa estar sintonizado e ter a última versão do Flash player instalada em seu computador.

Formatos alternativos

BBC

Cientistas tentam desvendar mistérios sobre o passado de Stonehenge

O líder druida King Arthur Pendragon perdeu nesta terça-feira seu processo na Justiça britânica contra arqueólogos da Universidade de Sheffield.

Ele queria que os cientistas devolvessem restos mortais de quase 50 corpos, exumados em 2008 e datados de cerca de 5 mil anos.

O ex-militar, que trocou legalmente seu nome, defende que os corpos permaneçam onde foram enterrados e diz temer que eles nunca sejam retornados.

Os estudiosos vão poder estudar os restos até o ano de 2015.

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.