A reprodução deste formato de vídeo não é compatível com seu dispositivo

FBI divulga imagens de espiões em ação

Imagens divulgadas pelo governo americano mostram um esforço de contraespionagem para monitorar cidadãos russos acusados de espionagem a serviço do seu país.

O grupo filmado seria composto por cerca de dez pessoas - entre as quais a jovem de 28 anos Anna Chapman - que viveriam nos Estados Unidos com identidades falsas.

Eles teriam sido instruídos pelo Kremlin a cultivar contatos nas mais altas esferas de poder do governo americano.

Segundo o FBI, a polícia federal americana, os suspeitos foram monitorados durante anos.

Em uma das imagens, Chapman, que nunca admitiu nem desmentiu ser espiã, aparece em uma cafeteria.

Em outra, o suposto espião Christopher Metsos realiza uma rápida e discreta troca de pacotes com quem seria um funcionário do consulado russo em Nova York.

O governo americano diz que os espiões russos não chegaram a obter nenhuma informação valiosa sobre os Estados Unidos.

De volta a Moscou, Chapman virou uma celebridade trabalhando como modelo e apresentadora de TV.