A reprodução deste formato de vídeo não é compatível com seu dispositivo

Após doar US$ 100 milhões, britânica diz que filantropia faz bem para a saúde

A milionária Stephanie "Steve Shirley" chegou ao Reino Unido com cinco anos, fugida da Segunda Guerra na Alemanha, onde nasceu. Sem sequer uma família, foi criada por pais adotivos e tornou-se uma multimilionária, ao investir na nascente indústria de softwares, nos anos 1960.

Image caption Shirley chegou ao Reino Unido fugindo da guerra na Alemanha e foi criada por pais adotivos

Nos últimos anos, Shirley doou mais de US$ 100 milhões de sua fortuna para pesquisas na área de neurologia e diz que o sentimento de desapego faz bem para a saúde.

Os estudos financiados por ela buscam as causas do autismo, doença que atinge o filho de Shirley, Giles.

A empresária diz que sente que precisar “dar de volta” ao país que a acolheu e contribuir com a sociedade britânica.

Shirley também diz que não sente falta de carros requintados nem de ter um veleiro no Mediterrâneo.

Para quem chegou ao Reino Unido sem nada no bolso, a empresária diz que não é preciso ter milhões na conta bancária para viver bem.