A reprodução deste formato de vídeo não é compatível com seu dispositivo

Mexicano que disputa Oscar quer mudar percepção dos EUA sobre imigrantes ilegais

A interpretação de um imigrante ilegal nos EUA rendeu ao mexicano Demián Bichir uma indicação ao Oscar de melhor ator, estatueta que ele disputará neste domingo com George Clooney, Brad Pitt, Gary Oldman e o francês Jean Dujardin.

Image caption Demián Bichir interpreta um imigrante ilegal em "A Better Life"

Em "A Better Life", Bichir interpreta Carlos Galindo, um jardineiro que tenta dar um futuro melhor para seu filho e evitar que ele entre para o mundo das gangues.

Para ele, mais significativo do que "divertir e comover" seria se o filme chegasse "aos olhos e ouvidos" dos formuladores de políticas dos EUA e mudasse a percepção geral sobre os imigrantes irregulares.

Ele gostaria que o filme tivesse um impacto semelhante ao do filme "Filadélfia" (1993), em que Tom Hanks interpreta um homossexual que padece de Aids e trava uma batalha legal por seus direitos.

Em entrevista à BBC Mundo, Bichir também traça comparativos entre o jardineiro de "A Better Life" e Fidel Castro, que ele interpretou nos filmes "Che" (partes 1 e 2, de 2008) de Steven Soderbergh.