A reprodução deste formato de vídeo não é compatível com seu dispositivo

Judô brasileiro se isola para treinar em busca de resultado inédito

Sheffield, a mais de duas horas de distância de Londres, foi o local escolhido pela delegação brasileira de judô para treinar com um objetivo em mente: uma colocação inédita no quadro de medalhas dos Jogos Olímpicos de 2012.

Segundo o técnico Ney Wilson, a meta do judô brasileiro é conquistar quatro medalhas em Londres - entre elas uma de ouro - e levar uma atleta feminina a uma final.

Trata-se de uma medalha a mais do que os três bronzes conquistados em Pequim-2008, sendo que o último ouro do Brasil foi obtido em 1992, com Rogério Sampaio.

Image caption Judô tem a meta de conquistar quatro medalhas

A final feminina seria algo inédito: o judô brasileiro só tem um bronze olímpico, conquistado em Pequim por Ketleyn Quadros.

Se cumprir a meta estabelecida por Wilson, o judô tem a chance de se tornar o principal provedor de medalhas para o Brasil na história dos Jogos Olímpicos, dependendo dos resultados da vela (responsável por 16 medalhas, contra 15 do judô).

A equipe do judô chegou na última terça-feira à Inglaterra e fez nesta quarta seu primeiro treino em Sheffield. Os treinamentos ocorrerão duas vezes ao dia - uma parte técnica pela manhã e outra física à tarde.

Com 14 atletas, a delegação reúne veteranos como Tiago Camilo e Leandro Guilheiro, medalhistas de bronze em Pequim, e Mayra Aguiar, primeira colocada no ranking em sua categoria.

Pela primeira vez, o judô brasileiro estará representado em todas as categorias que serão disputadas em Londres-2012.