Fotos em estúdio mostram lado 'humano' de animais selvagens

Atualizado em  23 de outubro, 2012 - 13:05 (Brasília) 15:05 GMT

Galeria "Afinidade" de animais selvagens em estúdio

  • Fotos: Brad Wilson/The Doinel Gallery
    Brad Wilson é um fotógrafo americano que decidiu retratar animais selvagens de uma maneira diferente. Ao invés de ir aos seus habitats naturais, ele trouxe os "modelos" ao estúdio e capturou fotos com grande nível de detalhes. O trabalho está exposto na galeria Doinel, em Londres. (Fotos: Brad Wilson/The Doinel Gallery)
  • Fotos: Brad Wilson/The Doinel Gallery
    Ao posar, os animais mostram um lado de sua natureza que não é possível captar fora de um estúdio. O resultado é uma fotografia que permite a quem as observa focar, unicamente, no animal e suas peculiaridades. (Fotos: Brad Wilson/The Doinel Gallery)
  • Fotos: Brad Wilson/The Doinel Gallery
    As fotos de Wilson pertencem a mostra "Affinity" ("Afinidade"), que podem ser vistas na galeria britânica até dezembro. (Fotos: Brad Wilson/The Doinel Gallery)
  • Fotos: Brad Wilson/The Doinel Gallery
    Alguns animais, fotografados com um nível de detalhe surpreendente, já estavam acostumados a posar. Muitos já participaram de filmes e foram retratados anteriormente.
  • Fotos: Brad Wilson/The Doinel Gallery
    A pose deste orangotango surpreende pela semelhança com um humano.
  • Fotos: Brad Wilson/The Doinel Gallery
    A ferocidade desumana do leão se transforma em um gesto cheio de sentimento, quando o rei das selvas é retratado em um estúdio.
  • Fotos: Brad Wilson/The Doinel Gallery
    Após a exposição de Londres, Wilson irá levar suas fotos em Paris, onde poderão ser vistas ainda em dezembro deste ano.
  • Fotos: Brad Wilson/The Doinel Gallery
    O nível de realismo capturado pelo fotógrafo é algo poucas vezes visto no mundo animal. Os retratados mostram o seu lado mais "humano", em um ambiente completamente estranho.
  • Fotos: Brad Wilson/The Doinel Gallery
    Se os primatas já são naturalmente parecidos com os seres humanos, a atitude e a pose deste chimpanzé não deixa nada a desejar a dos retratos de artistas famosos.
  • Fotos: Brad Wilson/The Doinel Gallery
    As pintas deste guepardo podem ser vistas com detalhes, por conta da foto ter sido feita em um estúdio e não no seu habitat natural, onde este felino pode alcançar até 120 quilômetros por hora.
  • Fotos: Brad Wilson/The Doinel Gallery
    Este crocodilo parece estar olhando fixamente a câmera. No entanto, o fotógrafo não correu nenhum perigo, já que todos os animais estavam acompanhados dos seus cuidadores.
  • Fotos: Brad Wilson/The Doinel Gallery
    A brancura da pele da raposa do Ártico é ressaltada no estúdio muito mais do que no seu gélido habitat natural.

Exposição "Afinidades"

Ao invés de ir aos habitats naturais, Brad Wilson resolveu retratar animais selvagens de uma maneira diferente.

O fotógrafo americano trouxe os "modelos" ao estúdio e capturou fotos com grande nível de detalhes.

Entre os retratados estão um leão, um chimpanzé, um tigre e outras espécies nem tão conhecidas, como a raposa do Ártico.

As fotos chamam atenção pelo nível de realismo e acabaram revelando um lado "humano" dos animais.

É bem verdade, que muitos deles já estavam acostumados com a exposição e haviam, até mesmo, participado de filmes.

Wilson não teve que se expor a nenhum perigo, já que todos os bichos estavam acompanhados de seus cuidadores.

O trabalho faz parte da mostra "Affinity"( na tradução, "Afinidade") que está exposta na galeria Doinel, em Londres, até dezembro, quando as fotos seguem para Paris.

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.