Sul-africanos produzem vinho 'Mandela' com uvas de onde ex-líder ficou preso

Atualizado em  26 de novembro, 2012 - 18:03 (Brasília) 20:03 GMT

Player

Pátio de prisão de Robben Island tem videiras e jardim.

Assistirmp4

Para executar este conteúdo em Java você precisa estar sintonizado e ter a última versão do Flash player instalada em seu computador.

Formatos alternativos

Uma vinícola sul-africana começou a produzir vinho a partir de uvas cultivadas em Robben Island, a ilha na qual o primeiro presidente negro da África do Sul, Nelson Mandela, passou 18 anos detido na época do apartheid (1948-1994).

Videiras ficam em canto de pátio da prisão de Robben Island (BBC)

Videiras ficam em canto de pátio da prisão de Robben Island (BBC)

Em um canto do pátio onde Mandela se exercitava estão as videiras e o que sobrou de um pequeno jardim que ele próprio costumava cuidar.

Depois de anos de negociações, voluntários da vinícola estão, agora, cuidando das videiras.

O vinho branco resultante já passa por testes. Em breve, dois tipos de vinho, um doce e outro espumante, serão leiloados.

Os lucros irão para as famílias de ex-prisioneiros políticos e para um projeto dos funcionários da vinícola, que receberam um pedaço de terra para cultivar.

BBC © 2014 A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos.

Esta página é melhor visualizada em um navegador atualizado e que permita o uso de linguagens de estilo (CSS). Com seu navegador atual, embora você seja capaz de ver o conteúdo da página, não poderá enxergar todos os recursos que ela apresenta. Sugerimos que você instale um navegados mais atualizado, compatível com a tecnologia.