Espanha vence Uruguai por 2 x 1; Taiti e Nigéria se enfrentam na segunda-feira

Copa das Confederações

No segundo dia da Copa das Confederações, a Itália venceu o México por 2 a 1 no Maracanã, no Rio de Janeiro, e a Espanha abriu vantagem sobre o Uruguai na Arena Pernambuco, em Recife, com placar de 2 a 1.

A seleção espanhola foi inicialmente recebida com vaias, demonstrando uma clara preferência dos torcedores pelo Uruguai. No decorrer do jogo, no entanto, gritos de "olé" foram ouvidos das arquibancadas, demonstrando uma mudança no clima. Pedro e Soldado marcaram dois gols para a Espanha, e Luis Suarez goleou em cobrança de falta pelo Uruguai já nos últimos minutos da partida.

Na disputa entre Itália e México, mais cedo, o meia Pirlo, da seleção italiana, abriu o placar com um gol de falta. O empate veio ainda no primeiro tempo, na cobrança de pênalti de Chicharito, do México, após o zagueiro italiano Barzagli ter derrubado o meia mexicano Giovani dos Santos na área.

O gol da vitória foi marcado pelo centroavante Balotelli, aos 33 minutos do segundo tempo. Mais protestos foram realizados, desta vez no entorno do Maracanã, e a polícia reagiu com bombas de gás lacrimogêneo.

No sábado, o Brasil fez sua estreia na Copa das Confederações na partida de abertura do torneio no estádio Mané Garrincha, em Brasília, ganhando do Japão por 3 x 0.

Neymar balançou as redes aos 3 minutos do primeiro tempo, seguido de Paulinho, que marcou o segundo aos 2 minutos do segundo tempo, e de Jô, que aumentou a vantagem sobre os japoneses na prorrogação.

A abertura da Copa também foi marcada por confusão entre manifestantes e a polícia pouco antes do início do jogo e vaias à presidente Dilma Rousseff.

Acompanhe a cobertura da BBC Brasil.