A reprodução deste formato de vídeo não é compatível com seu dispositivo

Conheça o 'ciborgue' que ampliou os sentidos com 'antena' na cabeça

  • 23 julho 2013
Image caption O ciborgue quer ser aceito ao incorporar tecnologia ao corpo

Neil Harbisson há dez anos usa um "olho eletrônico" acoplado como uma antena à cabeça, que está conectado a um programa que identifica e diz as cores a ele, que só enxerga em branco e preto.

Em 2010, ele criou, em Barcelona, onde vive, a Fundação Ciborgue, que ajuda pessoas como ele a lidar com a incorporação de dispositivos tecnológicos no corpo humano.

"Acredito que o fato de eu ter me convertido em ciborgue me fez muito mais humano. Porque não há nada mais humano do que usar tecnologia como parte do corpo", diz ele.

Confira o vídeo, de Anahí Aradas e Juan Paullier.