Participante do Break Club, de Buenos Aires (BBC)
A reprodução deste formato de vídeo não é compatível com seu dispositivo

Contra estresse, argentinos recorrem a 'clube do quebra-quebra'

Argentinos que se sentem nervosos, frustrados ou estressados no trabalho têm agora um caminho alternativo para aliviar sua tensão.

Image caption O 'clube do quebra-quebra' é frequentado principalmente por mulheres

Os moradores de Buenos Aires agora estão recorrendo ao Break Club, um "clube do quebra-quebra".

No local, é possível, mediante pagamento, esmagar e destruir objetos só para relaxar.

Segundo o criador do projeto, Guido Dodero, 85% dos integrantes do Break Club são mulheres.

Ele atribui o fato ao suposto machismo argentino e à pressão que as mulheres sofrem para se encaixar em padrões pré-definidos.