Greg Snell (BBC)
A reprodução deste formato de vídeo não é compatível com seu dispositivo

Americano desenvolve máquina para fazer vinho caseiro

Um empreendedor da Califórnia criou um dispositivo para fabricar vinho em casa.

Greg Snell, 47 anos, é o inventor do WinePod, um cilindro de aço de 1,2 metro que pode fabricar 48 garrafas de vinho tinto ou branco.

Image caption Greg Snell vende cada máquina por mais de R$ 10 mil

Depois de colocar as uvas dentro do cilindro, o dispositivo fornece informações sobre a quantidade de açúcar das uvas e sua temperatura. O cilindro também pode ser ligado a um computador comum e um software guia o usuário durante o processo de fabricação.

O WinePod prensa as uvas automaticamente; o usuário precisa esperar alguns meses até que o vinho esteja pronto.

A máquina custa US$ 4,5 mil (pouco mais de R$ 10 mil).

Crise

Snell vive na região do Vale do Silício, ao sul da Baía de San Francisco. A região, conhecidao por abrigar gigantes do setor de tecnologia, também é conhecida como Vale de Santa Clara e suas áreas rurais contam com muitos vinhedos e adegas.

Snell trabalhou em um fabricante de chips eletrônicos até ter a ideia de aplicar seus conhecimentos na fabricação de vinho.

Ele deu início à sua empresa em 2005 e tudo ia muito bem, com uma lista de espera de clientes e mais de 150 máquinas WinePods vendidas.

O futuro parecia promissor até o início da crise econômica mundial em 2008. A companhia teve dificuldades de levantar mais fundos, as vendas caíram e Snell teve que fechar o negócio.

Renascimento

Image caption Empreendedor espera vender centenas de máquinas em 2014

Mas, aos poucos ele voltou a ser procurado por pessoas interessadas na máquina WinePod, mesmo que fossem versões usadas.

Os pedidos aumentaram e, em 2013, o californiano resolveu relançar a empresa. Para garantir os fundos e evitar dívidas, Snell pretende lançar uma campanha de crowdfunding até o fim do ano.

E o empreendedor agora está de olho no mercado chinês. Segundo Snell a demanda e o interesse por vinhos está aumentando nas classes média e alta da China.

Com isso, ele espera vender centenas de máquinas em 2014.

Especialistas em vinhos afirmam entretanto que o apelo do WinePod está na novidade, e que não se espera que a máquina produza um vinho de alta qualidade.