Familiar de passageiro do voo MH 370 é retirada por autoridades de local em que entrevista coletiva estava sendo realizada (BBC)
A reprodução deste formato de vídeo não é compatível com seu dispositivo

Parentes de passageiros são evacuados à força de coletiva da polícia na Malásia

Um grupo de parentes de passageiros do voo MH 370, da Malaysia Airlines, foi retirado à força do local em que autoridades malaias iriam realizar uma entrevista coletiva, em Kuala Lumpur.

Os parentes retirados eram da China, país que conta com o maior número de passageiros da aeronave desaparecida.

O avião sumiu no dia 8 de março, com 239 pessoas a bordo.

Muitos familiares vêm criticando o governo malaio, alegando que não estariam recebendo informações sobre a aeronave.

Mas a Malásia informou que enviará uma delegação formada por políticos e autoridades aéreas do país, à China, a fim de prestar informações às vítimas.