Trabalho em fazenda de tabaco nos EUA. Foto: BBC
A reprodução deste formato de vídeo não é compatível com seu dispositivo

Fazendas de tabaco empregam crianças legalmente nos EUA

Crianças de 12 anos de idade estão sendo empregadas na colheita de tabaco em fazendas nos Estados Unidos, despertando críticas de ativistas que combatem o trabalho infantil.

Image caption Ativistas não esperam que EUA mudem lei, mas pressionam fazendeiros

A prática é legal nos Estados Unidos - crianças podem trabalhar até 72 horas por semana, sempre fora do horário escolar.

No entanto, uma das crianças relatou à BBC ter trabalhado por períodos de até 14 horas em uma fazenda no Estado da Carolina do Norte. Outra reclamou que agentes químicos provocaram sensação de queimação no seu rosto.

Os fazendeiros defendem o trabalho infantil em suas fazendas. Eles dizem que as crianças trabalham com segurança e que isso é uma tradição que vem de várias gerações e que ajuda a ensinar responsabilidades.

Ativistas da Human Rights Watch dizem que os Estados Unidos aceitam práticas que não são toleradas, em princípio, por outros grandes países produtores de tabaco, como Brasil e Índia, que assinam convenções internacionais.

Eles têm poucas esperanças de que o país vá mudar suas leis, mas querem que os próprios fazendeiros alterem as suas práticas.