Torcida brasileira no Serra Dourada, em Goiânia. Foto: BBC Brasil
A reprodução deste formato de vídeo não é compatível com seu dispositivo

Entre sono e histeria, seleção faz em Goiânia o único treino aberto ao público

Image caption A organização colocou 20 mil ingressos à disposição dos torcedores

A seleção brasileira realizou, dez dias antes do início da Copa do Mundo, seu único treinamento aberto ao público - não há a previsão de nenhum outro até a data da final, 13 de julho. Foi no estádio Serra Dourada, em Goiânia, que também será palco do amistoso preparatório contra o Panamá, na tarde desta terça-feira. A organização colocou 20 mil ingressos à disposição dos torcedores - segundo a CBF, todos foram distribuídos.

Pela manhã, longas filas marcaram a distribuição dos ingressos no Serra Dourada. Algumas pessoas se aproveitaram para pegar dezenas de ingressos (de forma gratuita) e, depois, tentaram vendê-los. A reportagem da BBC Brasil encontrou torcedores que pagaram de 5 a 30 reais para ver o treino da seleção.

Os momentos de histeria do treino aconteciam, principalmente, quando Neymar fazia qualquer tipo de aceno ou jogada. Insatisfeito com a sessão de domingo, ainda em Teresópolis, o técnico Luiz Felipe Scolari priorizou as finalizações e definiu o time com Dante e Ramires no lugar dos titulares Thiago Silva e Paulinho, que, poupados, ficaram na Granja Comary.

A reportagem da BBC Brasil flagrou também uma cena para lá de curiosa. Em meio aos gritos e manifestações do público e a menos de 10 metros do gramado, um funcionário de uma rádio goiana dormia. "É só treino, quando chegar na hora do jogo eu vou ver com atenção", disse José Pereira, operador de áudio, com sorriso no rosto e expressão de cansaço após o dia de trabalho.