A reprodução deste formato de vídeo não é compatível com seu dispositivo

Moradores de Gaza usam trégua de 12 horas para buscar água e comida

Direito de imagem Reuters
Image caption Palestinos encontraram cenário de destruição em Gaza

Moradores da Faixa de Gaza estão aproveitando um cessar-fogo humanitário de 12 horas neste sábado para voltar a suas casas para recuperar pertences e buscar suprimentos.

Ao menos 85 corpos foram resgatados de escombros de prédios e casas, informou uma autoridade de saúde palestina.

Desde o dia 8 de julho, israelenses e militantes do grupo palestino Hamas se enfrentam em combates que já mataram 985 palestinos e 39 isralenses.

De Gaza, militantes lançam foguetes contra Israel, que por sua vez lança intensos bombardeios aéreos e terrestres.

Em Paris, o secretário de Estado americano, John Kerry, está reunido com ministros das Relações Exteriores da Turquia, Catar e de países europeus para tender estender o cessar-fogo que começou às 8h (hora local, 1h de Brasília).

Kerry passou a semana no Oriente Médio tentando alcançar um acordo para uma trégua antes de deixar o Egito na sexta-feira.

Túneis

"O objetivo é unir esforços internacionais para que as condições para um cessar-fogo mais duradouro possam emergir", afirmou um porta-voz da chancelaria francesa.

O porta-voz do governo israelense Mark Regev disse que Israel "aprecia" os esforços contínuos de Kerry e que Israel quer "a paz".

"As pessoas de Gaza não são nossos inimigos. Nossos inimigos são os que estão lançando foguetes contra cidades isralenses", disse Regev à BBC.

Israel disse que mesmo durante a trégua iria "buscar e neutralizar" túneis do Hamas.

Até agora 31 túneis foram descobertos e metade destruídos.

Antes do início do cessar-fogo, bombardeios israelenses mataram ao menos 19 palestinos durante a noite em uma casa perto de Khan Younis, no sul da Faixa de Gaza.

Dois soldados israelenses também morreram, informaram fontes militares.