BBC
A reprodução deste formato de vídeo não é compatível com seu dispositivo

Ucrânia: Em 'cidade-fantasma', repórter encontra apenas dois civis

Vuglegirsk, no leste da Ucrânia, é uma cidade-fantasma, onde ninguém mais consegue morar. Os rebeldes separatistas, que defendem que a região faça parte da Rússia, tomaram o controle do local na quarta-feira após uma batalha violenta.

A BBC passou 40 minutos na cidade e encontrou apenas dois civis.

Em Vuglegirsk, os rebeldes tiveram ajuda russa para tomar a cidade e se opõem qualquer acordo com o governo em Kiev que os obrigue a recuar. Eles dizem que o próximo alvo será Debaltseve, cidade controlada pelo governo, a alguns quilômetros de distância.

Segundo o Alto Comissariado da ONU para Refugiados (Acnur), o conflito ucraniano já deixou mais de 920 mil pessoas desabrigadas ou desalojadas internamente, incluindo 136 mil crianças. Cerca de 600 mil pessoas fugiram para países vizinhos, dos quais mais de 400 mil deixaram o país rumo à Rússia.

A guerra no leste do país já deixou 5.358 mortos e 12.235 feridos, incluindo os 298 passageiros do voo MH17 abatido no dia 17 de julho do ano passado. Cerca de 5,2 milhões de pessoas moram em áreas de conflito.