(BBC)
A reprodução deste formato de vídeo não é compatível com seu dispositivo

Imagens confirmam destruição de templo em Palmira por 'EI', diz ONU

Imagens de satélite confirmaram que o famoso templo de Bel, em Palmira, no nordeste da Síria, foi destruído por militantes do grupo autodenominado "Estado Islâmico" ("EI"), informou a ONU nesta terça-feira.

Segundo a Unesco (braço da ONU para educação e cultura), o santuário, um das mais importantes construções religiosas do século 1 a.C. no Oriente Médio, foi reduzido a escombros.

O local, considerado Patrimônio da Humanidade, foi capturado pelo "EI" em maio deste ano.

Nos últimos meses, o grupo extremista islâmico saqueou e destruiu outros locais sagrados semelhantes.

As edificações, em sua maioria, anteriores ao surgimento do Islã, são descritas pelo "EI" como símbolos de "idolatria".

A venda de antiguidades, no entanto, constitui uma das principais fontes de renda do grupo, que também vem sendo acusado de destruir santuários antigos para atrair publicidade.

Leia mais: Templo histórico em Palmira 'é destruído por Estado Islâmico'