BBC
A reprodução deste formato de vídeo não é compatível com seu dispositivo

'Ilha dos cossacos' tenta preservar cultura milenar em meio a conflito

Khortytsia é uma pequena ilha no meio do rio Dnieper, mas tem um importante papel na história da Ucrânia.

Esta é a terra natal de um símbolo ucraniano: os cossacos de Zaporozhian.

Na Ucrânia, quando se quer que uma criança pare de chorar, se diz: "seja um cossaco". Uma expressão antiga, que quer dizer "seja um guerreiro".

"Os cossacos Zaporozozhian são muito valentes, decididos e corajosos. Nossa tarefa principal não é só agir, mas viver como os cossacos", diz Yuri Kopishinskiy, chefe de um grupo de pessoas na ilha de Khortytsia empenhadas em levar um estilo de vida semelhante ao dos guerreiros cavaleiros no século 15.

"Estamos tentando descobrir a essência do que os cossacos tinham e trazer isso para a nossa vida".

Não é só a história que faz desta ilha um lugar especial. No outro lado da ilha, pagãos participam de um antigo ritual, onde contemplam a natureza, numa tradição milenar.

"Para nós, ser um pagão é respeitar a nossa terra, cultura e desenvolver o futuro do nosso país. Khortytsia é uma ilha sagrada para nós", disse Yasna Yakovenko, líder espiritual pagã.

Em meio a um conflito com a Rússia e a uma guerra civil que ameaça dividir o país, os ucranianos veem a preservação de Khortytsia como crucial na formação da identidade nacional e na construção do futuro do país.

  • Créditos: Andriy Kravets (reportagem), Charlie Newland (gráficos), Chris West (imagens e edição), Owain Rich (direção), Elise Wicker (produção)