A reprodução deste formato de vídeo não é compatível com seu dispositivo

Imagens mostram disparo de mísseis de submarino russo contra alvo na Síria

Um submarino da Rússia disparou mísseis pela primeira vez contra alvos do grupo extremista autodenominado Estado Islâmico na Síria.

Segundo o Ministério da Defesa russo, que divulgou as imagens do ataque, o submarino Rostov-on-Don lançou mísseis de cruzeiro contra "posições terroristas" em Raqqa, base do EI.

Moscou apoia o regime de Bashar al-Assad, e começou ataques aéreos na Síria em setembro.

A Rússia parece ser movida pelo alto número de cidadãos de seu país - em particular os de repúblicas de maioria muçulmana como a Chechênia - que se juntaram ao EI, e pelo temor de consequências do eventual retorno desses radicais a seu país para realizar ataques.

Embora os russos insistam em que seus ataques visam os "mesmos terroristas" que são alvo dos EUA, outros governos suspeitam que estejam atacando também rebeldes que combatem Assad (Moscou é um dos principais aliados do regime sírio).

A Casa Branca disse que os ataques russos na Síria são "indiscriminados" e afetam de forma aleatória a todos que se opõem ao governo sírio.