A reprodução deste formato de vídeo não é compatível com seu dispositivo

Obama chega a Havana para visita histórica

O presidente Barack Obama desembarcou em Havana no fim da tarde deste domingo para uma visita histórica.

Ele é o primeiro presidente americano a fazer uma viagem oficial para Cuba em 88 anos.

Assim que chegou, Obama usou as redes sociais para saudar o povo cubano e disse "estar ansioso para conhecê-los" por meio de seu Twitter. Ele desceu do avião sob uma leve chuva ao lado da primeira-dama Michelle Obama e de suas filhas Sasha e Malia.

Nos dois dias que ficará em Cuba, Obama terá encontros com o presidente Raúl Castro e também se reunirá com políticos dissidentes - essa foi uma das condições para sua visita.

Leia também: Visita histórica: O que Barack Obama quer em Cuba?

Ele não se encontrará, porém, com o líder revolucionário Fidel Castro, que comandou o país até 2008.

Chegada

Obama e sua família chegaram e logo foram recebidos pelo Ministro das Relações Exteriores de Cuba, Bruno Rodriguez.

Depois de desembarcarem, o presidente cumprimentou os funcionários da Embaixada Americana, reaberta em 2015, e disse que a "visita é histórica e traz uma oportunidade histórica."

Depois disso, ele foi com a família fazer um passeio por Havana Antiga.

Algumas horas antes da chegada do presidente americano, alguns manifestantes que protestavam pela libertação de prisioneiros políticos foram presos em Havana.

A polícia também levou dezenas de mulheres do grupo "Damas de Branco", formado por esposas de prisioneiros políticos, que estavam em frente a uma igreja onde pretendiam protestar ao longo da semana - esse é um dos grupos oposicionistas com os quais Obama irá se reunir.