‘Quando estamos juntos, sinto que meu corpo está completo’: a amizade especial de dois palestinos amputados
A reprodução deste formato de vídeo não é compatível com seu dispositivo

'Quando estamos juntos, meu corpo está completo': a amizade especial de dois palestinos amputados

Mansour Gurn, de 24 anos, e Adly Obaid, de 25, formam uma dupla especial. Eles vivem na Faixa de Gaza, região de intenso conflito entre israelenses e palestinos.

Mansour perdeu a perna direita em agosto de 2011, depois um ataque aéreo israelense. Adly perdeu a perna esquerda sete meses depois, num ataque similar.

“Fiquei inconsciente e acordei dez dias depois”, conta Mansour, mostrando o local exato onde ele foi atingido. Mansour relata ter ficado seriamente ferido.

Adly, por sua vez, diz que foi levado para o hospital e lá perguntou onde estava a perna dele. “Uma pessoa me falou que estava no céu”, recorda Adly.

Desde os ataques, eles se complementam. Quando andam de motos juntos, um pilota e outro muda a marcha com o pé.

Os dois também têm uma estratégia para comprar sapatos. Um fica com o pé direito e outro com o esquerdo.

“Às vezes a gente discorda. Mas entramos num acordo e dividimos as despesas”, conta Adly.

Mesmo sem uma das pernas, eles se recusam a ficar sentados em casa por conta da deficiência.

Não só andam de moto e compram sapatos, como sobem em árvores.

Tópicos relacionados