STF inclui aumento de salários de magistrados na proposta orçamentária para 2019

A ministra Cármen Lúcia no plenário do STF Direito de imagem Rosinei Coutinho/SCO/STF
Image caption O STF aprovou a proposta orçamentária nesta quarta

O Supremo Tribunal Federal decidiu em votação na noite desta quarta que sua proposta orçamentária para 2019 vai incluir um aumento de salário de 16% para os ministros da Corte.

A proposta ainda precisa ser enviada para o Ministério do Planejamento e aprovada pelo Congresso, junto com o Orçamento da União para 2019.

Com o aumento, o salário dos ministros, que atualmente é de R$ 33,8 mil, vai subir para mais de R$ 39 mil, sem contar benefícios como auxílio-moradia.

O salário dos ministros do STF serve como teto para os salários de todos os servidores públicos e referência para os salários dos demais juízes. Um reajuste como este será repassado, na prática, aos salários dos demais magistrados - e também pode ter impacto nos salários de outras carreiras do Executivo e do Legislativo.

O reajuste foi aprovado por 6 votos a 5. Votaram a favor da medida os ministros Ricardo Lewandowski, Marco Aurélio de Mello, Luis Roberto Barroso, Alexandre de Moraes, Dias Toffoli e Gilmar Mendes. Foram contra os ministros Cármen Lucia, Celso de Mello, Rosa Weber e Luis Edson Fachin).