Eleições 2018: Confira os resultados da apuração para presidente da República 

Urna eletrônica Direito de imagem AFP
Image caption As pesquisas de boca de urna, feitas neste domingo, só poderão ser publicadas após o encerramento da votação

Esta reportagem foi publicada no primeiro turno. Para acompanhar a apuração dos votos no segundo turno, clique aqui.

Veja aqui o resultado da apuração, incluindo as diferenças por Estado por meio de mapas interativos

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) está prestes a concluir a apuração dos votos para a disputa presidencial de 2018. Jair Bolsonaro (PSL) e Fernando Haddad (PT) disputarão o 2º turno da eleição. Os brasileiros voltarão às urnas no dia 28 de outubro.

Até o momento, 99,36% das urnas do país foram apuradas. Jair Bolsonaro (PSL) aparece à frente, com 46,18% dos votos válidos (sem contar brancos e nulos). Em 2º lugar na disputa, Fernando Haddad (PT) está, por enquanto, com 29,07% dos votos válidos.

A totalização dos votos é feita pelos Tribunais Regionais Eleitorais (TREs) dos Estados - e as informações são depois encaminhadas para o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), que é responsável pela apuração presidencial. Você pode acompanhar a evolução da apuração no site do TSE.

Logo após a divulgação, tanto Haddad quanto Bolsonaro discursaram.

Falando a partir de sua casa no Rio, Bolsonaro reclamou de supostos problemas com as urnas eletrônicas durante a votação. "Quando aprovamos o voto impresso, lá atrás (2017), era exatamente para evitar isso", disse ele numa transmissão de vídeo ao vivo em sua página no Facebook. "Se não fossem esses problemas, o nome do presidente do Brasil já seria conhecido", disse ele. Bolsonaro disse ainda que o 2º turno não será fácil e que o PT tem "bilhões de reais" para gastar.

O petista disse querer "unir o país". "É uma eleição incomum desde 1989. Muito diferente de todas que já participamos, com muita coisa em jogo. Até o próprio pacto de 1988 está em jogo. E queremos fazer esse debate respeitosamente", disse Haddad em São Paulo. "Vamos defender o Brasil e seu povo, sobretudo os mais sofridos. Não vou abrir mão dos meus valores, inclusive familiares. O 2º turno nos dá uma oportunidade de ouro. Viva o Brasil. Viva a democracia", disse.

O terceiro lugar da disputa ficou com Ciro Gomes (PDT), com 12,50% dos votos válidos.

Geraldo Alckmin (PSDB), está com 4,77% e João Amoêdo (Novo) 2,52%.

Henrique Meirelles (MDB) está com 1,21% dos votos válidos. Cabo Daciolo (Patri) 1,26% dos votos, e Alvaro Dias (Pode) tem 0,81%. Marina Silva (Rede) aparece com 1% dos votos.

Os candidatos com menos votos até o momento são Guilherme Boulos (PSOL), com 0,58%; Vera Lúcia (PSTU), com 0,05%, Eymael (DC), com 0,04% e João Goulart Filho (PPL), com 0,03%.

Sul, Centro-oeste e Nordeste são as regiões onde a apuração está mais avançada.

Direito de imagem AFP
Image caption Resultado do primeiro turno deve sair no próprio domingo

Aguarde mais informações em breve na BBC News Brasil.

Se você ainda não definiu seu candidato para o Planalto, a BBC News Brasil preparou um material especial com as propostas de todos os postulantes, que você pode conferir clicando aqui.

Acompanhe nossa cobertura completa das eleições neste link.

  • Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!

Tópicos relacionados

Notícias relacionadas