Governo Bolsonaro: hora a hora, saiba como será a cerimônia de posse

Ensaio da posse de Bolsonaro, feito em 30 de dezembro Direito de imagem Governo de Transição
Image caption Ensaio da posse de Bolsonaro, feito em 30 de dezembro; por preocupação com segurança, eleito pode não desfilar em carro aberto

Jair Bolsonaro (PSL) toma posse nesta terça-feira, 1º de janeiro, para um mandato de quatro anos como o 38º presidente brasileiro.

A cerimônia, em Brasília, começará oficialmente às 14h45 e incluirá uma série de rituais, desde a o desfile do cortejo presidencial até a assinatura do termo de posse e a troca de faixa presidencial - embora alguns aspectos tradicionais da posse talvez sejam alterados por conta de preocupações de Bolsonaro com sua segurança. A Esplanada dos Ministérios está fechada para carros desde 29 de dezembro.

Inicialmente, a previsão era de que a cerimônia fosse aberta com um culto ecumênico na Catedral Metropolitana de Brasília. Mas o culto foi excluído da programação oficial do evento, e pessoas próximas a Bolsonaro não confirmaram nenhuma participação dele em atos religiosos nesta terça.

A seguir, veja como será, hora a hora (em horário de Brasília), a sequência de eventos da posse:

14h45 - Desfile em carro até o Congresso

A posse começa com o desfile do cortejo presidencial (Jair Bolsonaro com sua mulher, Michelle, em um carro e o vice-presidente, general Hamilton Mourão, e sua mulher, Paula, em outro carro) nos 2 km que separam a Catedral Metropolitana de Brasília do Congresso Nacional.

Direito de imagem Governo de Transição
Image caption Bolsonaro, em entrevista coletiva em 28/11; nesta terça, ele fará juramento de cumprimento da Constituição

Tradicionalmente, esse percurso é feito em carro aberto, no Rolls Royce conversível que pertence ao governo desde 1952. Mas é possível que Bolsonaro prefira, por segurança, desfilar em um carro fechado, afirmou à imprensa o general Augusto Heleno, futuro ministro do Gabinete de Segurança Institucional. Segundo Heleno, essa decisão será tomada pelo presidente eleito "em cima da hora".

15h - Sessão solene no Plenário da Câmara dos Deputados

É no Congresso que Bolsonaro assinará o termo de posse e se tornará oficialmente o presidente da República.

Essa parte da cerimônia começa com o eleito sendo recebido pelos presidentes da Câmara e do Senado (Rodrigo Maia e Eunício Oliveira, respectivamente), e logo em seguida pelo presidente do Supremo Tribunal Federal, Dias Toffoli, e a procuradora-geral da República, Raquel Dodge. Outros parlamentares e autoridades também devem estar presentes.

No Plenário da Câmara, Bolsonaro fará o juramento de compromisso à Constituição ("manter, defender e cumprir a Constituição, observar as leis, promover o bem geral do povo brasileiro, sustentar a união, a integridade e a independência do Brasil") e um discurso.

Direito de imagem Marcos Brandão/Senado Federal
Image caption Simulação da posse de Bolsonaro; ele passará as tropas em revista nesta terça

A mudança de governo será declarada oficialmente por Eunício Oliveira (como presidente da Mesa do Congresso Nacional) com o primeiro-secretário da Mesa do Congresso fazendo a leitura do termo de posse.

A sessão no Congresso está prevista para acabar às 15h45.

16h10 - Rampa do Congresso

Na rampa do Congresso, haverá a execução do Hino Nacional brasileiro pela Banda do Batalhão da Guarda Presidencial, seguida por uma salva de 21 tiros de canhão e pela revista da tropa por parte de Bolsonaro (no papel de comandante-chefe das Forças Armadas).

Segundo a equipe de transição de governo, nesse momento haverá também uma participação da Esquadrilha da Fumaça, caso haja bom tempo.

16h25 - Rumo ao Planalto

Do Congresso, Bolsonaro seguirá em cortejo para o Palácio do Planalto, onde subirá a rampa e receberá a faixa presidencial das mãos de Michel Temer.

Lá, será feito também um pronunciamento oficial à nação, às 16h40.

Direito de imagem Marcos Brandão/Senado Federal
Image caption Funcionários públicos em simulação da posse de Bolsonaro, feita em 30 de dezembro; depois de posse no Congresso, eleito irá para o Planalto

Em seguida, Bolsonaro receberá os cumprimentos dos chefes de governo e de Estado estrangeiros e secretários de organismos internacionais que participarão da cerimônia e, no Salão Nobre do Palácio, dará posse oficialmente a seus 22 ministros.

A equipe governamental tirará uma foto oficial às 18h15 no Planalto.

Bolsonaro, então, descerá a rampa que subiu e seguirá para o Itamaraty, para a última etapa da cerimônia.

19h - Recepção no Itamaraty

O palácio do Ministério das Relações Exteriores sediará o jantar oferecido por Jair e Michelle Bolsonaro para as missões especiais estrangeiras e as altas autoridades da República.

A recepção deve terminar às 21h.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!

Tópicos relacionados