'Está havendo descaso com todo mundo', diz mãe em busca de filho desaparecido em Brumadinho
A reprodução deste formato de vídeo não é compatível com seu dispositivo

'Está havendo descaso com todo mundo', diz mãe em busca de filho desaparecido em Brumadinho

A empregada doméstica Sirlene do Carmo Januário, de 43 anos, passou o último dia em Brumadinho, em Minas Gerais, em busca de informações de seu filho.

Rangel do Carmo Januário, de 23 anos, trabalhava há um ano na área administrativa da empresa e está entre as pessoas que estavam na barragem da Mina do Córrego do Feijão, que se rompeu na sexta-feira.

Na Estação Conhecimento, espaço da Vale que está acolhendo as famílias de vítimas, ela vive momentos de angústia e raiva diante do desencontro de informações que vêm sendo divulgadas deste o incidente.

“Estou aqui desde o meio dia de ontem, quando a barragem se rompeu, e até agora não sei [o que aconteceu com Rangel], não fiz mais nada, dormi aqui a noite toda esperando notícias. Primeiro, falaram que meu filho estava na lista de resgatados. Agora, veio outra lista em que meu filho está entre os desaparecidos”, diz Sirlene.

“Quero saber a verdade. Está havendo um descaso com todo mundo aqui, não só comigo.”

Tópicos relacionados