Plástico ou papel: qual sacola é menos prejudicial ao meio ambiente?

Sacolas na Morrisons Direito de imagem PA
Image caption Rede de supermercados britânica está aumentando preço das sacolas de plástico reutilizáveis e oferecendo outras de papel

Uma cadeia britânica de supermercados está aumentando o preço de suas sacolas plásticas reutilizáveis como um teste e introduzindo uma versão em papel. Os sacos de papel estarão disponíveis em apenas oito lojas da Morrisons, como parte de uma experiência de dois meses. A rede disse que a redução do plástico era a principal preocupação ambiental de seus clientes.

Os sacos de papel continuam populares nos Estados Unidos, mas caíram em desuso nos supermercados do Reino Unido nos anos 1970, uma vez que o plástico era visto como um material mais durável.

Mas as sacolas de papel são mais amigáveis ao meio ambiente do que as de plástico?

Antes de responder, é preciso saber:

  • Quanta energia é usada para fazer a sacola?
  • Quão durável ela é? (Ou seja, quantas vezes pode ser reutilizada?)
  • Quão fácil é reciclá-la?
  • Com que rapidez ela se decompõe se for jogada fora?

'Quatro vezes mais energia'

Em 2011, um trabalho de pesquisa produzido pela Assembleia da Irlanda do Norte constatou que é necessário "quatro vezes mais energia para fabricar um saco de papel do que para fabricar um saco plástico".

Ao contrário dos sacos de plástico (que o relatório diz serem produzidos a partir do refugo de produtos de refino de petróleo), o papel exige que florestas sejam cortadas. O processo de fabricação, de acordo com a pesquisa, também produz uma maior concentração de produtos químicos tóxicos em comparação com a fabricação de sacolas plásticas descartáveis.

Sacos de papel também pesam mais que o plástico: isso significa que seu transporte exige maiores esforços, aumentando sua pegada de carbono, acrescenta o estudo.

Segundo a rede de supermercados Morrisons, o material usado para fabricar seus sacos de papel será 100% proveniente de florestas que são gerenciadas com responsabilidade.

E é preciso considerar que, se novas florestas forem cultivadas para substituir árvores perdidas, isso ajudará a compensar o impacto da mudança climática, porque árvores armazenam o carbono da atmosfera.

Durabilidade X Impacto

Em 2006, a Environment Agency (EA, órgão do governo britânico que trabalha para melhorar e proteger o meio ambiente) examinou uma variedade de sacolas feitas de diferentes materiais para descobrir quantas vezes elas precisariam ser reutilizadas para ter uma contribuição ao aquecimento global menor do que uma sacola plástica de uso único.

O estudo descobriu que os sacos de papel precisavam ser reutilizados pelo menos três vezes, uma a menos do que as sacolas de plástico duráveis (que precisariam ser usadas quatro vezes).

No outro extremo do espectro, a EA constatou que os sacos de algodão exigiam o maior número de reutilizações, 131. Isso se deve à alta quantidade de energia usada para produzir e enriquecer o fio de algodão.

Mas mesmo que um saco de papel requeira o menor número de reutilizações, há uma consideração prática: ele durará o suficiente para sobreviver a três viagens ao supermercado?

Sacos de papel não são tão duráveis quanto as sacolas de plástico reutilizáveis, sendo mais propensos a rasgar, especialmente se forem molhados.

Em sua conclusão, a agência do governo britânico diz que "é improvável que a sacola de papel possa ser regularmente reutilizada no número necessário de vezes devido a sua baixa durabilidade".

A rede Morrisons insiste que não há razão para que sua sacola de papel não possa ser reutilizada tantas vezes quanto a de plástico, embora isso dependa de como a sacola é tratada pelo cliente.

As sacolas de algodão, apesar de usarem mais carbono em sua fabricação, são as mais duráveis e terão uma vida muito mais longa.

Apesar de sua baixa durabilidade, uma vantagem do papel é que ele se decompõe muito mais rapidamente do que o plástico e, portanto, é menos provável que seja uma fonte de lixo e represente um risco para a vida selvagem.

O papel também é mais amplamente reciclável, enquanto os sacos plásticos podem levar entre 400 e 1.000 anos para se decompor.

Direito de imagem Getty Images
Image caption Sacolas de papel ainda são populares nos EUA, mas duram menos do que as de plástico

Afinal, qual é melhor?

As sacolas de papel requerem um número um pouco menor de usos do que as de plástico reutilizáveis para tornaram-se mais ecologicamente corretas do que as sacolas plásticas descartáveis.

Por outro lado, sacos de papel são menos duráveis do que outros tipos. Portanto, se os clientes tiverem que substituir suas sacolas com mais frequência, causarão um dano ambiental maior.

Além de todas essas variáveis, a chave para reduzir o impacto de todas as sacolas - não importa do que sejam feitas - é reutilizá-las o máximo possível, diz Margaret Bates, professora de gestão sustentável de resíduos na Universidade de Northampton, na Inglaterra.

Muitas pessoas esquecem de levar suas sacolas reutilizáveis nas viagens semanais ao supermercado e acabam tendo que comprar mais no caixa, diz.

Isso terá um impacto ambiental muito maior comparado com a escolha entre papel, plástico ou algodão.

  • Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!

Notícias relacionadas